Economistas ouvidos na mais recente pesquisa do Banco Central da Argentina previam um crescimento maior, de 8,6%

selo

O Instituto Nacional de Estatística e Censo da Argentina (Indec) informou que a produção industrial do país cresceu 7,9% em julho, em relação a julho de 2009. Economistas ouvidos na mais recente pesquisa do Banco Central da Argentina previam um crescimento maior, de 8,6%. No primeiro trimestre, a produção industrial da Argentina havia crescido 10,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Indec também informou que o índice de atividade econômica recuou 0,6% em junho, em relação a maio, mas cresceu 11,1% em comparação com maio do ano passado. O índice de atividade serve de indicação para o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), que é divulgado apenas a cada trimestre. Economistas ouvidos na mais recente pesquisa do Banco Central da Argentina previam um crescimento anual de 10% em junho. O dado já havia sido antecipado no começo da semana pela presidente da Argentina, Cristina Kirchner. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.