Paraná, Amazonas, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina registraram crescimento acima da média nacional

A produção industrial subiu em 12 das 14 regiões pesquisadas em março, ante o mês anterior, segundo informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os destaques de crescimento, nesta base de comparação, ficaram com Paraná (18,6%), Amazonas (10,1%), Pernambuco (4,4%), Rio Grande do Sul (4,1%) e Santa Catarina (3,7%), que cresceram acima da média nacional (2,8%). 

Os demais locais com taxas positivas nesse confronto foram Minas Gerais (2,8%), Espírito Santo (2,2%), Rio de Janeiro e região Nordeste (ambos com 1,8%), Bahia (0,9%), Pará (0,7%) e São Paulo (0,6%). Apenas Ceará (queda de 0,3%) e Goiás (recuo de 6,8%) apresentaram taxas negativas. 

Em relação a março de 2009, as 14 regiões registraram taxas positivas, "que refletem a aceleração no ritmo da produção e também a base de comparação retraída, decorrente dos efeitos da crise econômica internacional", de acordo com o documento de divulgação da pesquisa. 

As variações em relação a março do ano passado oscilaram entre os 45,0% do Espírito Santo e os 7,0% do Pará. Acima da média nacional (19,7%), além do Espírito Santo, destacaram-se Amazonas (39,9%), Pernambuco (25,3%), Paraná e Goiás (ambos com 23,7%) e Minas Gerais (22,4%).

 Os demais resultados positivos foram: São Paulo (18,4%), Santa Catarina (17,9%), Rio Grande do Sul (16,4%), região Nordeste (14,6%), Ceará (14,4%), Rio de Janeiro (11,4%), Bahia (9,5%) e Pará (7,0%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.