Tamanho do texto

Camberra, 05 - Pelo segundo ano consecutivo, a colheita da cana-de-açúcar será estendida até o final do ano no estado australiano de Queensland, onde está 95% da produção do país, por causa das condições climáticas adversas. A produção da safra 2008/09, de acordo com a associação de produtores Canegrowers, deverá recuar para 30 milhões de toneladas, dois milhões de toneladas a menos que na safra anterior.

A safra geralmente começa em junho e termina em novembro, mas neste ano o clima e o fechamento de uma usina por dez semanas para reparos atrasaram o trabalho de campo, explicou Ian Ballantyne, executivo-chefe do Canegrowers. Ele não forneceu estimativas para a produção de açúcar.

Em meados de setembro, o Escritório Australiano de Pesquisas Agrícolas e Econômicas (Abare, na sigla em inglês) estimou produção de 5 milhões de toneladas de açúcar, das quais três quartos deverão ser exportadas. O Abare revisa suas estimativas no próximo dia 15.

Alguns fatores contribuíram para a queda na produção de cana neste ano, como a saída de alguns produtores do segmento, o plantio de florestas em áreas que antes eram ocupadas pela cana, e o aumento dos custos de produção, causado pela alta dos preços dos fertilizantes, afirmou Ballantyne. As informações são da Dow Jones.