A produção física da indústria de alimentos encerrou o 1º semestre com crescimento de 7,97% em relação ao mesmo período de 2007, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (Abia). Foi a maior taxa de expansão no semestre registrada nos últimos dez anos, afirma o gerente do Departamento de Economia e Estatística da entidade, Amílcar Lacerda de Almeida.

O avanço da produção da indústria alimentícia resultou principalmente da antecipação do processamento das safras agrícolas diante do cenário mundial de oferta escassa de alimentos. Além disso, o crescimento do emprego e da renda e a injeção de recursos na economia em razão de programas sociais ampliaram o consumo de comida.

Apesar do crescimento da produção de alimentos no semestre, as vendas reais registraram praticamente a mesma taxa de crescimento alcançada no 1º semestre de 2007. Neste ano, as vendas reais da indústria de alimentos até junho aumentaram 4,58% ante o mesmo período de 2007. No ano passado, o acréscimo havia sido de 4,71%. Almeida explica que o descasamento entre produção e receita ocorreu porque a maior parte da venda se dá no 2º semestre.

Leia mais sobre alimentos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.