Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Procurador-geral critica políticos em busca de brecha sobre nepotismo

BRASÍLIA - O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, criticou hoje os parlamentares que pretendem estudar uma brecha na súmula aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o nepotismo, que proíbe a contratação de parentes de até terceiro grau no Legislativo, Executivo e Judiciário.

Valor Online |

A interpretação que o STF extraiu do Artigo 37 da Constituição não deixa margem a estabelecimento de qualquer cota, disse. Segundo ele, os casos concretos serão analisados especificamente. Podem surgir dúvidas que serão resolvidas, notou.

O procurador-geral, no entanto, disse que será um exercício de paciência a fiscalização da determinação do STF. Não pode ser tarefa de uma pessoa ou de uma instituição, mas de toda a sociedade.

A súmula que proíbe o nepotismo foi aprovada ontem pelo STF. A norma proíbe, inclusive, o nepotismo cruzado. A partir da sua publicação, qualquer cidadão ou instituição interessada poderá recorrer ao Judiciário para pedir a anulação de uma contratação que ofenda os princípios constitucionais da moralidade, impessoalidade, igualdade e eficiência.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG