Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Procura por aplicação no Tesouro Direto bate recorde em outubro

BRASÍLIA - A procura por títulos públicos federais em venda direta a pessoas físicas, no programa chamado de Tesouro Direto, bateu recorde em outubro, o pior mês da crise financeira internacional. Para o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Paulo Valle, parte do aumento de demanda pode ser visto como um sintoma direto das turbulências, quando o investidor busca aplicações mais seguras para proteger seu dinheiro.

Valor Online |

"Em qualquer país do mundo, quando há muita volatilidade, aumenta a demanda por títulos públicos, porque dá maior segurança ao aplicador", disse Valle. Ele diz que outra parte desse movimento deve ser creditada à maior disseminação do programa. "É um produto bom, que aos poucos mais pessoas vão tomando conhecimento", comentou, reiterando que o Tesouro mantém um projeto de popularização do programa, mas ainda na gaveta.

A crise também fez crescer a remuneração paga pelos papéis para os novos entrantes, o que atraiu a demanda. Os papéis longos prefixados estão pagando mais de 17% ao ano e os títulos ligados a inflação chegaram a oferecer um juro real (além do IPCA) de 10% em alguns vencimentos.

O programa Tesouro Direito contabilizou a compra de R$ 259,1 milhões em títulos público em outubro, montante superior em cerca de 345,4% ao registrado em igual mês de 2007, quando foram aplicados R$ 58,16 milhões. A marca também superou o recorde mensal anterior, verificado em julho deste ano, quando as compras somaram R$ 183,01 milhões.

Dados divulgados hoje pelo Tesouro Nacional apontam que as vendas acumuladas de janeiro até outubro no Tesouro Direto atingiram R$ 1,2 bilhão. O estoque desde o início do programa em 2002 já soma R$ 2,13 bilhões.

No mês passado, a maior demanda foi por papéis prefixados (LTN e NTN-F), com 43,3% do valor financeiro total, sendo que a LTN foi o destaque individual, com 25,3%. Em segundo lugar entre os mais vendidos em outubro ficaram os títulos corrigidos pela inflação (IPCA), as NTN-Bs, com 37,6% do total. No estoque, os títulos remunerados por índices de preços (42,5%) são os mais procurados.

A maior preferência dos investidores é por aplicações de médio e longo prazos, já que as vendas de títulos com vencimento entre um e cinco anos respondem por 49,02% das operações, seguidas por papéis com mais de cinco anos, 29,51%. Apenas 21,47% das aplicações são para resgate em até um ano.

Além do recorde mensal de vendas, houve novo recorde mensal de cadastramento no programa, com 35,57 mil pessoas, elevando o número total de investidores a 138.563.

O valor médio por operação em outubro ficou em R$ 21,8 mil. Criado como mais uma opção de poupança de longo prazo, o Tesouro Direto permite aplicações via internet a partir do valor mínimo de R$ 200,00. O Tesouro garante liquidez semanal, com resgates toda quarta-feira.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG