A AES Eletropaulo e a Bandeirante de Energia, as duas maiores concessionárias de energia da Grande São Paulo, foram multadas em R$ 3,2 milhões ontem pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon). As empresas serão notificadas pelo órgão nos próximos dias e ainda podem recorrer contra a multa.

O motivo para a autuação, segundo o Procon, foram as quedas constantes de energia, a demora para o restabelecimento do serviço e o mau atendimento aos clientes no período investigado pelo órgão, entre dezembro de 2009 e fevereiro deste ano. Segundo o diretor executivo do órgão, Roberto Pfeiffer, as multas foram aplicadas após terem sido analisados diversos casos de falta de energia causados por panes nos equipamentos das concessionárias.

A AES Eletropaulo presta serviços a 5,8 milhões de clientes (entre residências, comércios e fábricas) na capital e em outras 23 cidades, enquanto a Bandeirante de Energia atende 1,4 milhão em 28 municípios da Grande São Paulo, do Alto Tietê e do Vale do Paraíba. Ambas informaram que não haviam sido notificadas oficialmente pelo Procon e, por isso, não comentariam a autuação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.