O novo primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, prometeu nesta segunda-feira, em um discurso de política geral, reduzir impostos para revitalizar a economia nacional.

"Reduzirei impostos até o fim do ano orçamentário (31 de março de 2009)", declarou Aso em seu primeiro discurso no Parlamento.

"O objetivo de meu governo é a prosperidade do Japão", acrescentou Aso, sem revelar o valor nem os beneficiários das reduções previstas.

O governo japonês confirmou a intenção de enviar ao Parlamento a proposta de ampliação orçamentária de 1,8 trilhão de ienes (quase 17 bilhões de dólares) para financiar medidas de urgência destinadas aos cidadãos e às pequenas empresas afetadas pela crise econômica.

"Estas medidas econômicas buscam garantir o crescimento e oferecer segurança às pessoas que sofrem o impacto do aumento dos preços e da desaceleração econômica", explicou Aso no Parlamento.

"Sem perder de vista a economia americana e os mercados financeiros, estamos preparados para adotar medidas adicionais de forma flexível e a qualquer momento", completou.

No segundo trimestre de 2008, a economia japonesa registrou a maior contração em sete anos (-3,0%). Os economistas apostam em um crescimento negativo no terceiro trimestre, o que marcaria formalmente a entrada do Japão em uma recessão.

si/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.