Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Primeiro-ministro holandês reitera oposição a fundo europeu contra crise

Paris, 2 out (EFE).- O primeiro-ministro da Holanda, Jan Peter Balkenende, ressaltou hoje sua oposição à criação de um fundo europeu para salvar o sistema bancário da crise, enquanto o presidente da França, Nicolas Sarkozy, desmentiu que foi o promotor desta idéia.

EFE |

Balkenende concordou com Sarkozy, no qual é preciso uma estratégia comum na União Européia (UE) na aplicação de medidas nacionais, disse à imprensa ao término de um almoço de trabalho entre os dois no Palácio do Eliseu, em Paris.

"O importante é que encontremos uma estratégia comum com base nas responsabilidades nacionais", disse o chefe do Governo holandês, que não só justificou sua oposição a um fundo europeu de salvamento do setor financeiro, mas disse que "a situação não é igual em todos os países. Alguns países - disse - têm que fazer mais do que outros".

Sobre as informações de uma iniciativa para que a União Européia (UE) forme um fundo de 300 bilhões de euros para enfrentar globalmente a crise, respondeu: "Não acho que seja uma medida válida", "Sou contra um fundo europeu. Mas também sou contra que só falemos de medidas nacionais, de instrumentos nacionais, porque, na Europa, há bancos que operam em diferentes países", disse.

Sarkozy tinha desmentido antes "tanto o montante quanto o princípio" da criação do citado fundo europeu de salvamento, alvo de uma forte polêmica desde ontem, principalmente depois que tanto França quanto Holanda negaram a "paternidade" da idéia e que a Alemanha tenha mostrado sua oposição frontal. EFE ac/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG