Tamanho do texto

Atenas, 30 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Grécia, Yorgos Papandreu, afirmou que os Governos anteriores são responsáveis pela dramática situação orçamentária de seu país, que precisa de aproximadamente 135 bilhões de euros da UE e do FMI para evitar a quebra.

Atenas, 30 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Grécia, Yorgos Papandreu, afirmou que os Governos anteriores são responsáveis pela dramática situação orçamentária de seu país, que precisa de aproximadamente 135 bilhões de euros da UE e do FMI para evitar a quebra. A Grécia se encontra "sob supervisão (da UE) pela corrupção, desperdício e má gestão dos Governos anteriores", afirmou o primeiro-ministro no Parlamento. "Não estamos em condições de pedir créditos no estrangeiro", reconheceu Papandreu, que deve apresentar no domingo um amplo programa de austeridade que inclui a alta de impostos, redução de salários no setor público e congelamento de salários no privado. EFE jk-rs/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.