Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Primeira fase da Bacia do Recôncavo tem apenas 4 blocos arrematados

RIO - O consórcio formado por Companhia de Exploração e Produção de Petróleo e Gás (30%), Sipet (10%), Orteng (11%), Cemig (24,5%) e Codemig (24,5%) pagou o maior bônus na primeira fase do leilão de blocos da Bacia do Recôncavo, dentro da 10ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O grupo de empresas levou o bloco REC-T-163 por R$ 2,501 milhões. Até o momento foram pagos R$ 66,088 milhões em bônus na 10ª Rodada.

Valor Online |

A primeira fase da Bacia do Recôncavo arrecadou R$ 6,132 milhões, com compromisso de investimentos de R$ 19,6 milhões nas áreas arrematadas.

A empresa Severo Villares pagou R$ 577,1 mil pelo bloco REC-T-205. Já a Petrobras ficou com o bloco REC-T-220 por R$ 1,250 milhão e com o REC-T-235, por R$ 1,802 milhão. Dos 12 blocos oferecidos, apenas quatro foram arrematados.

A 10ª Rodada de Licitações da ANP oferece o total de 130 blocos exploratórios em sete bacias sedimentares. Pela primeira vez desde o início das rodadas, na década de 1990, a agência reguladora não oferece blocos marítimos.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG