BRASÍLIA - A nova previsão para a safra de grãos 2007/2008 apresenta redução de 0,6% sobre o levantamento feito em junho, mas mantém projeção de colheita recorde. Os números divulgados hoje pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Ministério da Agricultura, apontam para 142,42 milhões de toneladas, ante 143,3 milhões da pesquisa anterior.

De acordo com a Conab, a retração decorre de perdas com geadas que atingiram lavouras de milho no Paraná. Em relação à colheita global de 131,8 milhões da safra anterior, a perspectiva é de aumento de 8,1% em todo o país.

A soja segue como o principal produto agrícola brasileiro, com previsão de 59,8 milhões de toneladas, seguida pelo milho, com 57,5 milhões de toneladas esperadas nas duas safras. O milho da safrinha de verão já rendeu 39,9 milhões de toneladas, com crescimento de 8,9% sobre período anterior. Espera-se mais 17,6 milhões de toneladas de milho na segunda colheita, incremento de 19,2%.

A pesquisa da Conab também mostra sinais positivos para o trigo, cuja produção deve ser ampliada em 38,1% na safra 2008/09, gerando 5,3 milhões de toneladas ante 3,8 milhões na anterior.

A área plantada deve crescer 2,1%, chegando a 47,17 milhões de hectares em todo o país, ante 46,2 milhões no ano passado, com a maior parcela do cultivo na região Sul (36,6% do total), depois no Centro-Oeste (32,2%), Nordeste (17,41%), Sudeste (10,2% e Norte (3,6%). A décima pesquisa da Conab para a safra em curso foi realizada entre 16 e 20 de junho.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.