Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente promete 500 mil casas

O governo planeja anunciar em 10 dias um pacote habitacional para construir 500 mil moradias, antecipou ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em visita em Manguinhos, zona norte do Rio. Na inauguração do Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Vila, o presidente disse que o programa é uma forma de combater a crise com a criação de empregos.

Agência Estado |

"Nessa crise mundial, em que todos os países ricos estão passando maus bocados, nós vamos tentar mostrar que eles, que há quatro anos ficavam ditando regras e o que a gente tinha de fazer aqui, vamos agora dizer: façam o que nós estamos fazendo, para que vocês possam recuperar a economia de seus países", discursou Lula.

O anúncio do pacote, segundo Lula, será feito pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pelo ministro das Cidades, Márcio Fortes (ambos presentes no evento) e pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

As 500 mil moradias, segundo Lula, não incluem unidades habitacionais financiadas e já anunciadas pela Caixa Econômica Federal. Há duas semanas, a presidente do banco, Maria Fernanda Ramos Coelho, disse que negociava com o governo mudanças nos critérios de financiamento popular para enfrentar a crise. Entre elas, estaria a criação de um seguro para garantir o pagamento das prestações e o aumento do valor do imóvel financiado com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Ainda como parte do programa do governo de aumentar o número de moradias populares, Lula afirmou que está sendo realizado um levantamento de imóveis abandonados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mas em boas condições, para oferecer mais moradias à população carente. "Vamos pegar esses prédios que já estão prontos. Se eles tiverem condições para serem habitados, vamos colocar o povo para morar lá dentro", disse Lula.

O presidente passou parte da tarde na favela, onde visitou uma nova escola do governo estadual e participou da assinatura de convênios nas áreas de habitação e segurança pública, na quadra da Mocidade Unida do Santa Marta. Ali, assistiu a uma rápida apresentação da bateria e de uma dupla de mestre-sala e porta-bandeira.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG