Tamanho do texto

VEVEY (SUÍÇA) - O presidente mundial da Nestlé, Pauil Bulcke, disse hoje cedo que a filial no Brasil não fez especulação com o dólar e reiterou que a empresa não pratica esse tipo de operação. Nosso negócio é a alimentos, não finanças ? ? , disse o executivo.

Dezenas de empresas brasileiras teriam perdido bilhões de reais apostando no dólar baixo em relação ao real.

Bulcke anunciou que a Nestlé registrou volume recorde de vendas entre janeiro-setembro. A empresa faturou 81,3 bilhões de francos suíços no período, com crescimento interno real de 3,4%.

Com 500 fábricas em todo o mundo, Nestlé sofreu efeito das taxas de câmbio, que reduziu o faturamento do grupo em 8%.

No Brasil, as vendas foram particularmente elevadas e os planos de investimentos estão mantidos, apesar da deterioração da situação econômica global.

(Assis Moreira | Valor Online)