custo da crise - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente do Royal Bank of Scotland pede desculpas pelo custo da crise

O presidente do Royal Bank of Scotland (RBS) pediu desculpas nesta quinta-feira pelo custo humano e financeiro causado pela crise de crédito mundial.

AFP |

Tom McKillop assegurou que "sente profundamente" pelos problemas nos quais se envolveu sua instituição, muito afetada pela crise financeira e uma das três resgatadas pelo governo britânico no final do mês passado.

Falando como acionista do RBS em uma reunião geral extraordinária realizada em Edimburgo, McKillop apoiou os planos de aumento do capital da entidade em 20 bilhões de libras (23,5 bilhões de euros; 29,5 bilhões de dólares) como medida para salvar o banco.

Votaram a favor dessa proposta 99% dos acionistas, segundo fontes da instituição.

Como parte do plano de recapitalização, o RBS pedirá 5 bilhões de libras ao governo britânico em troca de ações preferenciais.

McKillop, que deixará seu posto em 2009 para se aposentar, assegurou aos acionistas: em mais de 40 anos de trabalho "enfrentei muitas experiências difíceis, mas nenhuma como esta".

bur-ar/dm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG