Tamanho do texto

SÃO PAULO - Bolhas existem e os bancos centrais devem fazer mais para evitá-las, avaliou o dirigente do Federal Reserve (Fed) de Nova York, William Dudley. A observação representa uma mudança de pensamento na autoridade monetária dos EUA. Antes da bolha imobiliária recente, os integrantes do Fed tinham a visão de que fazia mais sentido promover um saneamento depois de o mercado entrar em colapso.

SÃO PAULO - Bolhas existem e os bancos centrais devem fazer mais para evitá-las, avaliou o dirigente do Federal Reserve (Fed) de Nova York, William Dudley. A observação representa uma mudança de pensamento na autoridade monetária dos EUA. Antes da bolha imobiliária recente, os integrantes do Fed tinham a visão de que fazia mais sentido promover um saneamento depois de o mercado entrar em colapso. "O custo de esperar para reagir a uma bolha de ativos depois de ela explodir é muito alto. Uma abordagem pró-ativa é apropriada", avaliou em discurso preparado para o Clube Econômico de Nova York. Nos últimos meses, o Fed foi criticado por falhar em evitar a bolha imobiliária, o que acabou tendo impacto na economia toda. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.