Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente do Fed de Kansas diz que juro deve ir a 1% em breve

SÃO PAULO - O banco central dos EUA, o Federal Reserve (Fed), deve começar em breve a elevar as taxas de juros do país. A afirmação foi feita hoje pelo presidente do Fed de Kansas City, Thomas Hoenig, em discurso na Cidade do México.

Valor Online |

SÃO PAULO - O banco central dos EUA, o Federal Reserve (Fed), deve começar em breve a elevar as taxas de juros do país. A afirmação foi feita hoje pelo presidente do Fed de Kansas City, Thomas Hoenig, em discurso na Cidade do México. O movimento de aperto monetário deve ser realizado para evitar que a inflação ganhe força e crie mais desequilíbrios financeiros no país, segundo Hoenig. "A taxa básica em 1% ainda representaria uma política altamente acomodada", afirmou a autoridade, enfatizando a necessidade de que o juro saia da faixa de 0% a 0,25%, como optou o Fed, em sua última decisão. Nas últimas duas reuniões da autoridade monetária, Hoenig discordou da decisão de manutenção dos juros em recordes históricos, alegando que o Comitê de Política Monetária (FOMC, na sigla em inglês) não deveria dizer que vai manter a política frouxa por um "extenso período". Com relação ao cenário geral da economia dos EUA, Hoenig afirmou que as perspectivas são boas, citando indicadores como os gastos dos consumidores, taxa de desemprego e dados do mercado imobiliário como amostras de que a recuperação começou . "Vários indicadores sugerem que a economia está se expandindo em uma velocidade constante, desde quando atingiu o fundo do poço no último verão", disse. (Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG