Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente do BM defende reforma do sistema de regulação financeira

Washington, 13 out (EFE) - O presidente do Banco Mundial (BM), Robert Zoelick, disse hoje que é preciso reformar o atual sistema de supervisão e regulação financeira em um momento no qual o mundo vive a pior crise em décadas.

EFE |

"Vimos o lado escuro da interconexão global", disse Zoellick em seu discurso perante a sessão plenária da Assembléia Anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial que termina hoje em Washington.

"Precisamos navegar em direção à luz", acrescentou.

O responsável do BM pediu a modernização do multilateralismo e dos mercados para que se adaptem ao que descreveu como uma "nova economia global".

Além disso, insistiu em que é necessário um grupo central de ministros de Finanças para assumir a responsabilidade de antever possíveis problemas, compartilhar informação, explorar interesses mútuos e mobilizar esforços para resolver crises.

Em linha com o sugerido no início da semana passada, ele defendeu a criação de um grupo diretor para a cooperação financeira e econômica que deveria incluir economias emergentes como Brasil, China, Índia, México, Rússia, Arábia Saudita e África do Sul.

A eles se somariam os membros do Grupo dos Sete (G7, sete nações mais industrializadas): Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, Reino Unido, Itália e França.

Zoellick pediu que o novo conjunto não seja batizado de Grupo dos 14, ao ressaltar que não é possível construir um novo mundo simplesmente refazendo o velho.

"Deveria ser flexível, sem número fixo e capaz de evoluir com o tempo", insistiu.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, também fez hoje um apelo desde Londres a favor de uma nova arquitetura financeira que reflita o alcance global da economia e dos bancos.

"Só mediante a ação global podemos restaurar a confiança necessária e reconstruir a ordem financeira internacional", afirmou Brown. EFE tb/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG