Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente do BCE defende aumento da taxa de juros na eurozona

Paris, 6 jul (EFE).- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, se defendeu hoje das críticas à decisão da instituição de aumentar a taxa de juros na zona do euro para 4,25%, e afirmou que garantirá a estabilidade de preços a médio prazo.

EFE |

"Ao adotar essa decisão, achamos que será garantida a estabilidade de preços a médio prazo (...), o que protege os mais desfavorecidos", disse Trichet, em reunião de economistas e responsáveis econômicos na cidade de Aix-en-Provence, no sul da França.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, qualificou no sábado de "dumping monetário" a alta dos juros, e disse que "põe de joelhos as empresas européias que querem continuar exportando".

"É legítimo que, como presidente da República francesa, me pergunte se é razoável aumentar a taxa para 4,25% quando os americanos a mantêm em 2%", disse Sarkozy, em um conselho nacional de seu partido, o União por um Movimento Popular (UMP), em Paris.

Trichet lembrou hoje que a estabilidade de preços é necessária para o crescimento e a geração de emprego, e ressaltou que, desde que existe o euro, foram criados 15,7 milhões de empregos, "pouco mais que nos EUA". EFE ik/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG