Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente de fundo de resgate a bancos alemães renuncia

Berlim, 21 jan (EFE).- Günther Merl, o presidente do Fundo de Estabilização dos Mercados Financeiros (SoFFin, em alemão), criado para resgatar os bancos alemães do colapso e restabelecer a confiança interbancária, apresentou hoje sua renúncia.

EFE |

O Ministério das Finanças informou que Merl, ex-presidente do Hessische Landesbank (Helaba), deixará o cargo no dia 31 por motivos pessoais. No entanto, tudo indica que a verdadeira razão residiria nas divergências existentes na cúpula na hora de tramitar o fundo de resgate.

O Governo não propôs um sucessor, porque ainda está em processo de negociação com possíveis candidatos, explica o ministério em comunicado.

Ele não foi o primeiro a abandonar a cúpula da entidade. Em dezembro, Karlheinz Bentele, o ex-presidente da Associação de Cadernetas de Poupança Renanas, deixou a direção da instituição.

O único que permanece à frente do SoFFin é Gerhard Stratthaus, o ex-ministro das Finanças do estado federado de Baden-Württemberg.

A fonte das divergências seria que, embora a cúpula decida a quais instituições financeiras os empréstimos-ponte ou garantias serão concedidos, em casos mais graves o martelo seria batido por uma comissão formada por representantes do Ministério das Finanças, da Chancelaria e de um representante de um Governo regional.

A decisão de nacionalizar parcialmente o Commerzbank e de conceder 12 bilhões de euros adicionais ao consórcio imobiliário e financeiro estatal Hypo Real Estate Holding AG foram outros motivos de controvérsia dentro do SoFFin. EFE umj/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG