Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente de firma indiana de TI deixa cargo após fraude de US$ 1 bilhão

Nova Déli, 7 jan (EFE).- O presidente da Satyam, quarta companhia de tecnologia da informação da Índia, Ramalinga Raju, renunciou hoje, após reconhecer que sua empresa cometeu uma fraude contábil de pelo menos US$ 1 bilhão.

EFE |

Antes dele, já havia renunciado o diretor-geral da firma, B. Rama Raju.

Na nota, o presidente admitiu que a Satyam incorporou ativos inexistentes ao balanço publicado em 30 de setembro no valor de 50,4 bilhões de rúpias, que correspondem a cerca de US$ 1 bilhão.

Imediatamente, o presidente também reconheceu outras irregularidades como a ocultação de uma dívida de 12,3 bilhões de rúpias (US$ 252 milhões, aproximadamente) ou a geração de juros falsos no valor de 3,76 bilhões de rúpias (US$ 77 milhões).

Além disso, admitiu que inflaram o valor de negócios até 27 bilhões de rúpias (cerca de US$ 554 milhões) no segundo trimestre do ano fiscal atual, fechado em setembro, quando o valor real era de 21.120 milhões de rúpias.

Após o anúncio, as ações da Satyam caíram 72% na Bolsa de Mumbai às 13h locais (5h30 de Brasília), segundo a agência indiana "Ians".

EFE mb/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG