Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente da Siemens mantém previsões de crescimento para 2009

Frankfurt (Alemanha), 26 ago (EFE).- O presidente da Siemens, Peter Löscher, mantém as previsões de crescimento para o exercício financeiro de 2009, apesar do enfraquecimento conjuntural da Alemanha e da economia global.

EFE |

Em um encontro com jornalistas na segunda-feira, em Frankfurt, Löscher disse que 70% dos projetos da Siemens são a longo prazo e, por isso, o impacto do arrefecimento econômico é menor, e que só é percebido em algumas atividades concretas.

A empresa alemã, que simplificou sua estrutura em três unidades - indústria, energia e tecnologia médica -, quer cortar 16.750 empregos, 5.250 deles na Alemanha.

Löscher acrescentou que a Siemens não fará demissões obrigatórias para eliminar estes postos de trabalho.

O comitê de empresa do grupo tecnológico negocia hoje e amanhã com a direção da companhia sobre as medidas já estipuladas para a redução de pessoal Löscher previu novamente para estas três divisões um lucro operacional de entre 8 bilhões e 8,5 bilhões de euros (US$ 12,48 bilhões e US$ 13,26 bilhões) em seu ano fiscal de 2009.

A Siemens prevê crescer o dobro que a taxa do Produto Interno Bruto (PIB) global.

Sobre as investigações da Justiça na Argentina devido a supostos casos de corrupção, Löscher disse apenas que a Siemens publicará informação o respeito no próximo relatório com os resultados do quarto trimestre fiscal.

Um juiz de Buenos Aires abriu uma investigação para determinar se o suposto pagamento de subornos da Siemens na Argentina também compreendeu os Governos de Néstor Kirchner e da esposa deste, Cristina Fernández.

A Justiça da Alemanha investiga se houve pagamentos ilegais da Siemens durante a Presidência de Carlos Menem (1989-1999) e de Fernando de la Rúa (1999-2001). EFE aia/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG