Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente da Opep acha que estoques devem diminuir para estabilizar preços

Argel, 2 dez (EFE).- O ministro da Energia argelino e presidente em exercício da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, defendeu hoje a redução dos estoques mundiais de petróleo para estabilizar os preços no mercado.

EFE |

"A estabilidade dos preços exige a retirada do excedente dos estoques mundiais de petróleo", disse Khelil.

O presidente da Opep disse que os estoques mundiais, atualmente estimados em 56 dias de consumo, deveriam abaixar até 52 dias, que era o nível médio nos últimos cinco anos.

"Para restabelecer a média, é preciso reduzir os estoques em quatro dias", disse Khelil, antes de precisar que este corte deve ser progressivo.

"Em três meses, é impossível. Em seis meses, talvez sim", disse.

Além disso, recusou de novo se pronunciar sobre o nível do corte da produção que os países da Opep podem decidir em sua reunião do próximo dia 17, em Oran (Argélia).

Para essa decisão, será preciso levar em conta a redução da demanda mundial de petróleo e as previsões de crescimento dos grandes países consumidores, em particular Estados Unidos e China, afirmou.

Segundo o presidente em exercício da Opep, a demanda mundial de petróleo deve diminuir em 200 mil barris diários no primeiro trimestre de 2009 a respeito dos três últimos meses de 2008.

Khelil previu que a demanda só será reativada no segundo semestre do próximo ano. EFE sk-al/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG