O fisco de Xangai lançou uma investigação sobre as contas do presidente da Danone na China, Qin Peng, suspeito de evasão fiscal, indicaram jornais oficiais nesta quinta-feira.

As autoridades receberam informações segundo as quais Qin Peng teria sonegado "enormes quantias" de suas rendas pessoais, chegando a quase seis milhões de euros desde 1996, afirmou o Shanghai Securities News, sem identificar a fonte nem dar detalhes.

Uma porta-voz do grupo francês se recusou a comentar o caso, assim como os responsáveis dos serviços fiscais de Xangai.

Este caso vem à tona após a ação judicial entre a Danone e sua ex-parceira chinesa, Zong Qinghou, fundadora do grupo de bebidas Wahaha, também investigada recentemente pelo fisco chinês.

No centro da discórdia estão cerca de 40 empresas montadas pelo fundador da Wahaha, e que concorrem com as co-empresas Wahaha-Danone que exploram os mesmos produtos da marca chinesa, ilegalmente segundo a Danone.

jg/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.