Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidente da BCS pede revolução verde para enfrentar demanda de alimentos

Monheim (Alemanha), 4 set (EFE).- O presidente da Bayer CropScience (BCS), Friedrich Berschauer, acha necessário que aconteça uma segunda revolução verde para enfrentar o aumento da demanda de alimentos por causa do crescimento populacional.

EFE |

Assim, a agricultura se transformará em um dos eixos da política internacional sobre pesquisa e desenvolvimento (P&D), afirmou Berschauer durante a conferência anual de imprensa realizada pela filial fitossanitária da Bayer em sua sede de Monheim (Alemanha), evento que reuniu mais de 100 jornalistas de Europa, Ásia e América.

Nas décadas de 60 e 70, a chamada "revolução verde" conseguiu um aumento considerável da produtividade agrícola graças à seleção de sementes e aos avanços tecnológicos para enfrentar o crescimento populacional.

"Não podemos continuar de olhos fechados para os avanços da biotecnologia. Devemos utilizar todos os instrumentos para ampliar as colheitas", sentenciou.

O presidente da BCS também defendeu o papel da indústria fitossanitária para conseguir plantas menos suscetíveis à mudança climática e ao desgaste ambiental produzido por fatores abióticos como a seca, o calor e a salinidade.

Neste sentido, afirmou que sua companhia manterá sua linha de P&D e a ampliará, já que a BCS deve investir 3,4 bilhões de euros em princípios ativos para a proteção de cultivos e em biotecnologia de sementes entre 2008 e 2012.

Segundo Berschauer, os tradicionais produtos fitossanitários, utilizados de maneira correta, podem aumentar o rendimento dos cultivos em até 70%. Além disso, as sementes híbridas e as vantagens da biotecnologia oferecem um considerável potencial. EFE aq/ev/fal

Leia tudo sobre: bc

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG