Pequim, 30 - O presidente chinês, Hu Jintao, pediu hoje que o setor de laticínios aumente a supervisão e preste atenção na qualidade dos produtos. A declaração busca demonstrar o comprometimento das lideranças chinesas com a resolução do problema, após a descoberta de um escândalo envolvendo leite para crianças contaminado com um produto químico, que mataram quatro bebês e deixaram mais de 54 mil crianças doentes.

O problema veio à tona no início deste mês. Os produtos estavam contaminados com melamina - um componente usado na indústria de plásticos e em fertilizantes -, que causa pedras nos rins e pode levar à falência renal. "Primeiro, é preciso melhorar a supervisão. Depois, é necessário melhorar os testes de qualidade. Nós precisamos garantir que todos os produtos do mercado estejam no padrão, de modo que os consumidores não tenham que se preocupar", afirmou o presidente.

A polícia deteve 27 pessoas por envolvimento no escândalo, segundo a mídia estatal. Hoje, a anglo-holandesa Unilever informou que retirará do mercado uma fórmula de chá com leite em Hong Kong e Macau. Os produtos apresentaram traços de melamina. O Centro para a Segurança dos Alimentos de Hong Kong informou que também foi encontrada melamina em biscoitos e em bolos de coco e nozes feitos na China. Vários países já impuseram restrições ou proibiram os produtos chineses com leite na fórmula.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.