Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Presidência da UE dá prazo até amanhã para restabelecer envio de gás

Praga, 7 jan (EFE).- A Presidência da União Européia (UE) - nas mãos da República Tcheca - deu prazo à Rússia e à Ucrânia para que retomem amanhã o fornecimento de gás à Europa, e advertiu que, caso contrário, haverá medidas mais severas.

EFE |

"Se amanhã não for restabelecido o fornecimento, a União Européia terá que tomar medidas mais severas", afirmou o primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, em declarações a um grupo de jornalistas.

Topolanek não adiantou quais poderiam ser essas medidas mais severas, e disse que ofereceria mais detalhes durante a entrevista coletiva que dará às 12h15 de Brasília junto com o presidente da Comissão Européia (órgão executivo da UE), José Manuel Durão Barroso.

"Amanhã é um dia-chave", disse o primeiro-ministro tcheco, depois que na noite passada houve um forte corte do envio de gás natural russo que transita pela Ucrânia para o centro e o leste da Europa.

Topolanek disse que o novo conflito por causa do gás começou como uma "disputa comercial", mas seus efeitos sobre alguns países da União Européia alcançaram um nível "inaceitável".

Este conflito e seus efeitos na UE serão abordados pelos ministros de Exteriores do bloco em reunião informal que será realizada amanhã, em Praga.

Nessa reunião, será analisada a possibilidade de ativar a cláusula de solidariedade para ajudar os países mais afetados, os do centro e do sudeste da Europa, disse o vice-primeiro-ministro tcheco, Aleksandr Vondra.

O nível de queda do fornecimento aos países mais afetados chega a 80%. EFE jms-rcf/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG