SÃO PAULO - Tensões geopolíticas e a ameaça de uma tempestade tropical afetar as operações no Golfo do México dividem as atenções dos participantes nos mercados de petróleo nesta segunda-feira.

A tempestade tropical Dolly atingiu a península de Yucatán, no México, neste fim de semana e existe a possibilidade de alcançar ainda hoje o Golfo do México.

Os investidores também voltam-se para o caso iraniano. Hoje, a secretária americana de Estado, Condoleezza Rice, alertou que Teerã pode enfrentar mais sanções. O governo do Irã ficou de responder a um pacote de iniciativas em troca da suspensão de seu programa de enriquecimento de urânio.

Neste fim de semana, os iranianos não deram garantias que abririam mão dessas atividades em conversas com enviados dos Estados Unidos e da União Européia.

O representante europeu de Política Externa, Javier Solana, disse, após o encontro, que o negociador iraniano, Saeed Jalili, concordou em voltar a conversar sobre o assunto em até duas semanas.

Vale notar que o Irã é o segundo maior produtor de petróleo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Minutos atrás em Nova York, o WTI para entrega em agosto estava a US$ 129,70, com alta de US$ 0,82. O contrato de setembro era transacionado a US$ 130,10, com elevação de US$ 0,63.

Em Londres, o Brent para setembro estava cotado a US$ 130,48, acréscimo de US$ 0,29. O vencimento de outubro situava-se em US$ 131,41, o que implica alta de US$ 0,30.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.