SÃO PAULO - Os preços do petróleo fecharam o pregão desta quinta-feira em queda, influenciados ainda pela percepção de recuo da demanda e também pela valorização do dólar, que tornam menos atrativos os contratos futuros da commodity. O contrato de WTI negociado para o mês de novembro em Nova York Fechou cotado a US$ 93,97, com baixa de US$ 4,56. O vencimento para dezembro caiu US$ 4,63, para US$ 93,29.

O barril de Brent para o próximo mês fechou vendido a US$ 90,56, com recuo de US$ 4,77. O vencimento para dezembro declinou US$ 4,94, para US$ 91,81.

Apesar da aprovação pelo Senado do pacote americano de socorro do setor financeiro, os agentes ainda têm muita incerteza sobre os efeitos do plano para a economia real e temem que ele não seja suficiente para evitar a retração da demanda global por óleo e combustíveis. O plano de US$ 700 bilhões para aquisição de ativos podres passou por alterações e ainda terá que passar pela câmara, amanhã.

Longe de dar conforto às operações, os mercados continuaram mostrando tensão nesta jornada. Os investidores repercutiram também a revisão da previsão da Merrill Lynch para o preço do barril até o final de 2009, que era de US$ 107 e agora é de US$ 90.

A revisão foi justificada pela expectativa de recessão global causada pela falta de liquidez dos sistemas financeiros que poderia até, segundo a agência, devolver o barril ao patamar de US$ 50 no ano que vem.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.