Tóquio, 20 out (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, afirmou hoje que assistirá à cúpula sobre a crise econômica global dos países do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia) e de outras grandes economias que será realizada nos Estados Unidos, informou a agência Kyodo.

Sobre se sua presença na cúpula influenciará em quando dissolverá a Câmara Baixa para convocar eleições, Aso respondeu que participará da cúpula financeira tanto se dissolver a Casa dos Representantes ou não.

Aso afirmou que cada país deve cooperar para manter os sistemas financeiros, porque seu colapso terá um efeito significativo na economia real.

Vários legisladores do partido de Aso, o Partido Liberal-Democrata (PLD), expressaram opiniões de que é provável que o primeiro-ministro do Japão dissolva a Câmara Baixa em breve para convocar eleições.

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse no fim de semana que, após as eleições presidenciais americanas, em 4 de novembro, convocará uma cúpula para combater os efeitos da crise no sistema financeiro global. EFE fab/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.