Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Premiê japonês anuncia mais US$ 51 bilhões para estimular a economia

Tóquio, 30 out (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Taro Aso, anunciou hoje que injetará fundos no valor de 5 trilhões de ienes (US$ 51 bilhões) para revitalizar a economia em forma de fundos para as famílias, empresas e Governos locais.

EFE |

Este dinheiro é a mais recente contribuição a um conjunto de medidas fiscais do Governo japonês que alcançam os 26,9 trilhões de ienes (US$ 273,429 bilhões) e tentarão amenizar "a tempestade financeira" que, segundo Aso, atingirá o Japão.

Durante a parte das perguntas no ato no qual apresentou as medidas de estímulo econômico, Aso voltou a insistir em que, por enquanto, não convocará eleições e que a prioridade é enfrentar a crise econômica.

O pacote inclui muitas e diversas medidas econômicas, entre elas uma parte de 2 trilhões de ienes (US$ 20,33 bilhões) para as famílias.

O economista-chefe da empresa financeira Nomura Securities, Takahide Kiuchi, disse à agência "Kyodo" que as medidas apresentadas por Aso farão o Produto Interno Bruto (PIB) do Japão aumentar entre 0,4% e 0,5%.

No entanto, segundo o economista, a crise começou no exterior e será impossível combatê-la apenas com medidas fiscais tomadas dentro do país.

Aso anunciou também medidas orientadas à oferta durante os três próximos anos, além de uma reforma do sistema tributário para garantir a arrecadação.

Entre as medidas anunciadas, destacou a intenção do Governo de aumentar o imposto sobre o consumo dentro de três anos.

Críticos ao Governo indicaram que as medidas apresentadas pela formação governamental, o Partido Liberal Democrático (PLD), tentam seduzir aos eleitores diante das próximas eleições gerais. EFE fab/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG