Por Harry Papachristou e Renee Maltezou ATENAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, George Papandreou, disse nesta segunda-feira que a União Europeia (UE) precisa de um forte apoio para acabar com ataques de especuladores.

"Seria muito útil se fosse óbvio que a União Europeia tem uma poderosa arma carregada sobre a mesa capaz de prevenir especuladores e especulação, algo que está além de nossas forças, as forças de uma economia do nosso tamanho", afirmou Papandreou.

A chanceler alemã, Angela Merkel, repetiu nesta segunda-feira que não há necessidade alguma de se discutir uma ajuda à Grécia, porque nenhum pedido formal por suporte foi feito.

Papandreou tem ressaltado que a mera existência de um mecanismo de suporte deteria especuladores e reduziria os custos de empréstimos. Ele vem afirmando acreditar que isso aliviaria a situação desconfortável da Grécia o suficiente para evitar fazer uso desse mecanismo.

"Esse é o suporte que peço, não suporte para um pacote de ajuda, mas para garantir um período de significativa calma e estabilidade necessário para darmos os grandes passos de que nosso país precisa", disse ele ao parlamento.

"Faremos isso com a nossa própria força... Não pedimos dinheiro."

Ele descreveu sugestões de que a Grécia abandone o euro como risíveis.

"Chegamos agora ao ponto onde ouvimos cenários irreais sobre nosso país deixar de utilizar o euro. Isso é ridículo, esse cenários são risíveis."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.