Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Premiê francês diz que evitar quebra é melhor que garantir depósitos

Paris, 7 out (EFE).- O primeiro-ministro francês, François Fillon, reiterou hoje que seu Governo evitará qualquer quebra bancária, que isso oferece uma segurança de 100% para seus clientes e é uma opção preferível a uma garantia sobre o total dos depósitos.

EFE |

Fillon, que comparecia na sessão de controle do Governo perante a Assembléia Nacional (Câmara Baixa), disse que o Executivo "garante completamente a continuidade do sistema bancário francês".

"Nós dizemos que a garantia é de 100%", porque o Estado assumirá "se um banco se encontra em dificuldades" para eventualmente "tomar o controle", substituir os dirigentes, restabelecer sua situação e depois voltar a vendê-lo, disse.

Segundo ele, "esta opção é preferível" a garantir 100% dos depósitos", em referência indireta à aposta de outros países europeus, como a Irlanda e a Alemanha.

Perguntado sobre por que não criar um fundo de salvamento do setor bancário como o dos Estados Unidos, o chefe do Governo francês disse que "pudemos medir até que ponto era necessário reagir rápido (...). Acham que, com um fundo comum europeu de 27 (países), seria possível tomar medidas nesse contexto?".

Acrescentou que isso "só é desejável" se um Estado tivesse dificuldades para fazer frente com seus próprios meios e que "criar uma estrutura entre 27 (...) não parece boa resposta".

Fillon, que admitiu que "a crise se agravou na Europa" nos últimos dias, pediu "unidade" ao país para que os cidadãos e as empresas recuperem a confiança. EFE ac/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG