bêbado - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Prefeito de Londres compara política econômica de Brown à de um bêbado

Londres, 24 nov (EFE) - O prefeito conservador de Londres, Boris Johnson, lançou hoje um ataque sem precedentes ao primeiro-ministro britânico, Gordon Grown, a quem comparou a um bêbado jogando desesperado na roleta com a economia do Reino Unido. O líder trabalhista é como uma velha viúva louca por xerez que perdeu na roleta toda a fortuna da família e decide dobrar a aposta, incluindo até a casa, afirma o prefeito em sua coluna para o The Daily Telegraph. A afirmação de Johnson ocorre em meio às críticas da City de Londres ao orçamento preliminar anunciado na segunda-feira pelo ministro da Economia, Alistair Darling, no sentido de que supõe uma ameaça para a futura prosperidade desse centro financeiro. Segundo um banqueiro citado pelo Evening Standard, a elevação de 40% para 45% dos impostos para os que ganham mais de 150 mil libras (180 mil euros) ao ano dará lugar a uma fuga dos talentos atraídos a Londres durante os anos do boom financeiro. Alguns diretores dos bancos e outras pessoas de renda alta que trabalham na City podem ver aumentar bastante os gastos com impostos, segundo Andrew Tailby-Faulkes, diretor do departamento de clientes privados da empresa de consultoria Ernst & Young. Em reportagem publicada hoje no jornal, o diretor de estratégia do prefeito, Anthony Browne, acusa o Governo trabalhista de ter colocado Londres em sua mira. Enquanto isso, o responsável de Economia da oposição conservadora, George Osborne, anunciou que o p...

EFE |

O político conservador ironizou o efeito que o desconto de 2,5% do IVA oferecido pelo Governo terá à economia, quando a maioria das lojas já oferece descontos de 20% ou 30% para encorajar as pessoas a comprar na temporada de Natal.

"O que é preciso, segundo Osborne, é conseguir que voltem a ser concedidos créditos às pequenas empresas, aí é onde é preciso atuar, e não assumindo riscos enormes com as finanças públicas". EFE jr/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG