Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços no varejo paulistano avançam 0,39% em outubro

SÃO PAULO - O Índice de Preços no Varejo mostrou alta de 0,39% em outubro, ante variação de 0,19% no mês anterior, conforme levantamento feito pela Federação do Comércio do Estados de São Paulo (Fecomercio). Segundo a entidade, os preços do segmento de material de construção foram os que mais subiram no mês, dentre os 21 grupos analisados.

Valor Online |

No ano, o índice soma alta de 4,47%. Em 12 meses, houve aumento de 6,05%.

O setor de Materiais de Construção fechou o mês passado com alta de 4,83% nos preços, variação inédita na série iniciada há quase quatro anos. No ano, o grupo também acumula a maior alta observada no IPV, de 19,61%. A Fecomercio avalia que além da demanda alta, as oscilações cambiais pressionam preços de importados, que podem ter colaborado para o movimento.

O grupo de Vestuário, Tecidos e Calçados também registrou aumento de 0,55% em relação ao mês de setembro, devido à troca de coleções e ao aumento de preços de importados. No ano, a alta no grupo é de 2,61%.

Outra alta relevante veio do setor de Combustíveis e Lubrificantes, onde os preços subiram 0,57% em outubro. No acumulado de janeiro a outubro, a alta é de 0,82%.

Na atividade de Açougues, a elevação de preço chegou a 1,92% no mês, com alta acumulada de 15,48% em 2008. O favorecimento das exportações no período, com dólar mais caro, e a alta dos custos de produção justificam a aceleração de preços no setor. Carnes Suínas subiram 4,52%, Bovinas aumentaram 2,07% e Aves ficaram 0,33% mais caras na capital paulista.

Nas Drogarias e Perfumarias houve elevação de 0,54% nos preços praticados em outubro, ante o mês de setembro. Outros aumentos no mês vieram de Móveis e Decoração (0,50%), Autopeças e Acessórios (1,96%), Relojoarias (1,46%), CDs (1,35%), Feiras (0,23%), Eletroeletrônicos e outros (0,03%), Óticas (0,07%), Jornais e Revistas (0,04%), Materiais de Escritórios e Outros (0,48%), Eletrodomésticos (0,01%) e Brinquedos (1,19%).

Na ponta oposta, houve recuo de 0,10% nos preços do grupo de Veículos. Foi a primeira baixa desde o mês de março deste ano apurada nessa atividade, que soma alta de 1,70% no acumulado dos dez primeiros meses do ano.

O grupo Supermercados deu prosseguimento á tendência de recuo de preços e fechou outubro com baixa de apenas 0,03%, o que reduziu a alta no ano para 6,61%. Também apontaram baixa de preços as Floriculturas (-1,94%), Livrarias (-0,24%) e Padarias (-0,01%).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG