Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços incentivam plantio de soja e feijão no PR, avalia Deral

São Paulo, 11 - A alta dos preços da soja e do feijão levou os produtores paranaenses a continuar apostando nas culturas. Entre os principais grãos cultivados no Paraná, soja e feijão são os únicos que registram valorização no último ano.

Agência Estado |

As cotações do trigo e do milho, por exemplo, têm queda de 18 e 12%, respectivamente. O último levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral) aponta aumento de 2% na área plantada de soja, para 3,99 milhões de hectares. O plantio de feijão deve crescer 23%, para 352 mil hectares. Já área de milho deve cair 7%, para 1,289 milhão de toneladas.

Em relação aos preços, os agricultores do Paraná, principal produtor de grãos do País, recebiam em outubro R$ 40,47 a saca de 60 quilos de soja, ante R$ 35,13 a saca em igual mês do ano passado, alta de 15%. Pela saca de feijão de cor, o preço médio era de R$ 158,37 em outubro, contra R$ 89,22 a saca no mesmo mês de 2007, valorização de 77,5%.

Com o feijão preto, o ganho foi ainda maior: a saca era negociada por R$ 62,95 em outubro de 2007 e por R$ 155,86 um ano depois, aumento de 148%. A alta dos preços do feijão deve-se à menor oferta do grão na última safra, quando, além de problemas climáticos, a baixa remuneração levou o agricultor reduzir a área plantada.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG