Por Denise Luna RIO DE JANEIRO (Reuters) - Maiores preços e vendas garantiram à Petrobras um lucro recorde de 8,78 bilhões de reais no segundo trimestre, uma alta de 29 por cento em relação ao resultado registrado há um ano (6,8 bilhões de reais).

'O lucro recorde é fruto de preços maiores, de uma produção maior e redução nos custo operacionais', explicou a jornalistas o diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa.

O resultado ficou acima da previsão média de seis analistas ouvidos pela Reuters, que apontava lucro de 7,982 bilhões de reais, alta de 18 por cento contra 2007.

Além do elevado preço do petróleo no mercado internacional, a estatal reajustou o preço da gasolina e do diesel em maio de 2008, o que ajudou nos ganhos.

Segundo Barbassa, se o petróleo atingir o patamar de 110 dólares o barril, os preços praticados pela empresa se equiparam aos do mercado internacional.

'O nosso preço médio de realização cresceu, mas o Brent cresceu também, agora o preço médio do petróleo parece que está se acomodando', avaliou.

A diferença de preço entre o pesado petróleo nacional e o Brent também foi reduzida, segundo Barbassa, de um desconto de 18 por cento desfavorável ao petróleo brasileiro no segundo trimestre de 2007 para um desconto de 12 por cento no mesmo período deste ano.

A empresa teve também que aumentar as importações de diesel, devido ao crescimento da demanda interna, o que elevou as importações no segundo trimestre em 7 por cento em relação há um ano. As exportações subiram 13 por cento, decorrendo em um saldo líquido de 25 mil barris diários de petróleo e derivados.

PRODUÇÃO ASCENDENTE

A produção da companhia subiu 4 por cento no segundo trimestre e deve continuar em uma rampa ascendente, segundo Barbassa, com a entrada em operação de plataformas de produção no segundo semestre e a chegada ao pico de plataformas instaladas este ano e no ano passado.

'Ainda temos espaços nas plataformas instaladas e mais três vão entrar no segundo semestre', disse o executivo, prevendo mais 460 mil b\d com a entrada das unidades.

Estão previstas para entrar no final do ano as plataformas P-51, no módulo 2 de Marlim Sul, com capacidade para 180 mil barris diários; a P-53, em Marlim Leste, também com 180 mil b\d; e a Cidade Niterói, também Marlim Leste, com 100 mil b\d.

As plataformas P-52 e P-54, instaladas entre 2007 e 2008, vão atingir o pico no final deste ano e produziram no primeiro semestre 80 e 52 mil b\d, respectivamente, informou Barbassa.

'Mas alguns campos maduros tiveram redução de 162 mil b\d, o que deu um adicional de 40 mil b\d no segundo semestre', ressaltou.

As despesas financeiras líquidas subiram 59 por cento, para 1,802 bilhão de reais no segundo trimestre, impulsionadas, segundo Barbassa, pela valorização do real da ordem de 9 por cento no período, enquanto as despesas operacionais subiram 1 por cento, para 5,7 bilhões de reais.

No semestre, entretanto, as despesas operacionais tiveram redução de 6 por cento.

'A empresa se dedicou a combater custos, mas também foi beneficiada na linha operacional pela não ocorrência do acordo com a Petros que ocorreu no primeiro semestre de 2007', disse Barbasa sobre o acerto de 1,1 bilhão de reais com o fundo de pensão da companhia.

A Petrobras terminou o semestre dom 11 bilhões de reais em caixa e não tem no curto prazo planos de alavancar seu endividamento, que era de 19 por cento sobre o capital líquido em junho.

'Era uma meta nossa (aumentar a alavancagem), mas o mercado não se apresentou adequado, e como estamos com caixa, não precisa buscar o mercado no momento', afirmou.

Segundo Barbassa, a meta da companhia é ter um endividamento da ordem de 35 por cento.

O lucro antes de juros, impostos e amortizações (Ebitda) ficou em 18,13 bilhões de reais, contra os 14,2 bilhões de reais registrados no mesmo período do ano passado.

Na comparação semestral, o crescimento do lucro líquido foi de 44 por cento, para o recorde de 15,7 bilhões de reais. O Ebitda no semestre foi de 32 bilhões de reais, aumento de 27 por cento ante os 25,2 bilhões de reais registrados no mesmo período de 2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.