SÃO PAULO - As atividades nos mercados de petróleo são influenciadas pelo resultado do desempenho da economia americana no último trimestre de 2008 e por comentários de integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Nesta manhã, o governo dos Estados Unidos informou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país teve contração a uma taxa anual de 3,8% nos três meses até dezembro de 2008. Alguns analistas previam, contudo, uma queda mais marcada no período, de 5,5%.

Participando de um painel no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, o secretário-geral da Opep, Abdalla Salem El-Badri, disse hoje que o grupo não está satisfeito com o preço de US$ 40 e até mesmo US$ 50 o barril.

Ontem, ele já havia comentado que o cartel estava pronto a fazer cortes na produção nos próximos meses se os preços e a demanda global não se estabilizarem.

A próxima reunião da Opep está marcada para 15 de março.

Minutos atrás em Nova York, o WTI para março aumentava US$ 0,23, cotado a US$ 41,67. O vencimento de abril estava a US$ 46,14, acréscimo de US$ 0,10.

Em Londres, o Brent para março subia US$ 0,51, a US$ 45,91. O contrato de abril tinha alta de US$ 47,75, com elevação de US$ 0,39.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.