Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços do petróleo recuam por reservas maiores e dúvida sobre plano

SÃO PAULO - Um aumento acima do esperado das reservas americanas de óleo cru e a preocupação constante com a demanda menor por combustíveis nos EUA justificaram a baixa nos contratos futuros de petróleo. O preço da commodity, que tinha recuperado ontem cotação de US$ 100 por barril em Nova York, voltou a cair abaixo desse patamar nesta quarta-feira.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o mês de novembro em Nova York fechou a US$ 98,53, com queda de US$ 2,11. O contrato para o mês seguinte caiu US$ 2,34, para US$ 97,92. Em Londres, o barril de Brent para o próximo mês fechou vencido a US$ 95,33, com recuo de US$ 2,84. Para dezembro, o contrato caiu US$ 2,81, para US$ 96,75.

Conforme dados divulgados hoje pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos, os estoques de petróleo cru aumentaram em 4,3 milhões de barris na semana encerrada em 26 de setembro. As reservas de gasolina ampliaram-se em 900 mil barris, enquanto os estoques de destilados encolheram em 2,3 milhões de barris no mesmo período.

Com o cenário perturbado pela crise e pelo risco de recessão e de queda de demanda, os agentes preferiram olhar mais uma vez para a possibilidade de reprovação do plano de socorro dos EUA pelo congresso americano. O plano, que já foi barrado na segunda-feira, passa por nova avaliação nesta quarta-feira, desta vez no senado.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG