SÃO PAULO - A expectativa de novas revisões para baixo na demanda global por petróleo resultou em uma forte queda nos preços do barris no mercado futuro hoje. Além disso, o mercado acredita que os estoques americanos de óleo cru e de derivados devem apontar aumento na última semana.

O contrato de WTI negociado para o mês de dezembro em Nova York fechou em baixa de US$ 3,17, a US$ 56,16. O contrato com vencimento em janeiro próximo encerrou a US$ 57,03, com recuo de US$ 3,19. Em Londres, o barril de Brent para o próximo mês declinou US$ 3,34, para US$ 52,37. O vencimento para janeiro terminou negociado a US$ 54,52, com desvalorização de de US$ 3,23.

Hoje o Departamento de Energia dos EUA reduziu as previsões de demanda e preço no país. A previsão é de que em 2009 os preços do cru recuem 43%, devido à desaceleração econômica do país, devendo ficar em média US$ 63,50. A estimativa de outubro apontava para US$ 112 por barril.

Já em relação à demanda global, o órgão agora projeta consumo diário de 85,89 milhões neste ano. O montante é 250 mil barris inferior à estimativa do mês passado. As previsões para 2009 também recuaram em 990 mil barris, para 85,83 milhões de barris diários.

O mercado nutre grandes expectativas também com o relatório da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) que trará amanhã novas projeções de demanda para o ano que vem. O mercado acredita que elas serão revistas para baixo pelo terceiro mês consecutivo.

Há, ainda, a divulgação do relatório semanal de condições de estoques americanos na última semana, que será divulgado também pelo Departamento de Energia dos EUA amanhã. Com a diminuição do consumo que vem sendo provocada pela crise econômica, os agentes esperam por um novo aumento dos estoques.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.