Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os preços do petróleo registraram pequenas variações em direções divergentes e fecharam com cotações próximas da estabilidade em relação ao último pregão, movimento que foi classificado pelos agentes como um ajuste. O contrato de WTI negociado em Nova York para o mês de maio fechou a US$ 53,94, com aumento de US$ 0,18. O vencimento para junho caiu US$ 0,10, para US$ 55,63.

Em Londres, o barril de Brent para maio encerrou cotado a US$ 53,50, com alta de apenas US$ 0,03. O contrato para o mês seguinte, por sua vez, caiu US$ 0,01, para US$ 54,94.

Após a forte valorização verificada ontem, devido ao plano de ajuda do tesouro ao setor bancário, os investidores tiveram um dia mais cauteloso nesta jornada, ajustando exageros e repercutindo as previsões para o comportamento dos estoques americanos, que serão divulgados amanhã pelo Departamento de Energia dos EUA.

Agentes de mercado estimam que deve haver uma baixa nos estoques de gasolina e de destilados, mas um novo aumento das reservas de óleo cru. Com sinais controversos, os investidores preferiram evitar apostas agressivas
(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.