Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços do petróleo avançam em Londres e Nova York; contratos de agosto passam de US$ 137

SÃO PAULO - Os preços do petróleo reagem mais uma vez ao comportamento das reservas de produtos energéticos dos Estados Unidos, fora considerações feitas pela Agência Internacional de Energia (AIE).

Valor Online |

O organismo prevê que a demanda global por produtos petrolíferos como gasolina, diesel e óleo de calefação crescerá 1%, ou 890 mil barris diários, para 86,9 milhões de barris por dia, em 2008. O dado ficou ligeiramente acima daquele projetado um mês atrás.

Para 2009, a expectativa é de que a demanda avançará 1%, ou 860 mil barris, para 87,7 milhões de barris por dia.

A AIE avaliou que a demanda por produtos petrolíferos ainda é forte em países em desenvolvimento, mas o consumo diminuiu nos países desenvolvidos, especialmente nos Estados Unidos.

Também está sob avaliação a notícia de que o grupo militante nigeriano Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (MEDN) colocará um fim no sábado no cessar-fogo declarado há duas semanas.

Minutos atrás em Nova York, o WTI para agosto tinha alta de US$ 1,60, a US$ 137,65. O vencimento de setembro subia US$ 0,88, saindo a US$ 137,60.

Em Londres, o Brent para agosto tinha acréscimo de US$ 1,38, a US$ 137,89. O contrato de setembro estava a US$ 138,81, com acréscimo de US$ 1,35.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG