Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços do petróleo avançam após corte de juros na China

SÃO PAULO - Os preços do petróleo, assim como de outras commodities, fecharam em recuperação expressiva nesta jornada, sob efeito do corte de juros na China, grande consumidora de matérias-primas. A iniciativa chinesa visa estimular a economia do país e evitar uma desaceleração muito forte em meio à crise internacional.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o mês de janeiro em Nova York fechou a US$ 54,55, com aumento de US$ 3.67. O vencimento de fevereiro subiu US$ 3,69, para US$ 55,70. Em Londres, o barril de Brent para o primeiro mês de 2009 avançou US$ 3,57, para US$ 53,92. O contrato para o mês de fevereiro encerrou a US$ 55,97, com valorização de US$ 3,64.

O mercado vê com bons olhos a redução do custo do dinheiro na China, que pode diminuir a pressão sobre o consumo do gigante asiático. Com essa demanda mais preservada, os agentes reduzem um pouco a cautela em torno da baixa global da demanda por energia.

Outros agentes comentam, no entanto, que o desempenho dos preços também embute o feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, amanhã, quando os mercados estarão fechados.

Além da medida chinesa, os agentes também deram atenção para a proposta da União Européia, de um pacote de estímulos da ordem de 200 bilhões de euros para a região para lidar com os efeitos da crise internacional.

O levantamento semanal do Departamento de Energia dos Estados Unidos, divulgado nesta manhã, mostrou um aumento de 7,28 milhões de barris nos estoques de óleo cru na semana passada. Foi a nono aumento consecutivo desse tipo de reserva e ficou bem acima da previsão de 1 milhão de barris a mais no período.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: petroleo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG