Após perder valor por seis meses consecutivos, alta em preços das casas foi de 4,6% nas dez maiores regiões metropolitanas dos EUA

Os preços das residências nas 20 maiores áreas metropolitanas dos Estados Unidos subiram 3,8% em abril, na comparação com abril do ano passado, segundo a pesquisa S&P/Case-Shiller. Nas 10 maiores áreas metropolitanas do país, a alta nos preços foi de 4,6%. O avanço foi impulsionado pelo vencimento do crédito fiscal para compra de primeira moradia, no fim daquele mês. Antes de abril, os preços haviam caído por seis meses consecutivos. Na comparação com março, os preços das residências em 20 cidades subiram 0,8%, enquanto em 10 cidades aumentaram 0,7%. Ajustados por fatores sazonais, o índice para 20 cidades teve alta de 0,4% e o para 10 cidades cresceu 0,3%.

Os preços se recuperaram em meados do ano passado, depois de caírem fortemente durante anos, mas voltaram a diminuir no fim de 2009. O vencimento do crédito fiscal para compradores de primeira residência reduziu a demanda no mercado imobiliário depois de abril, o que aumenta as preocupações com o setor. Recentemente, analistas se tornaram mais pessimistas com relação à perspectiva para os preços dos imóveis, conforme as vendas diminuem. Uma pesquisa divulgada na semana passada pela MacroMarkets informou que 56% dos 106 economistas e analistas consultados esperam que os preços dos imóveis caiam neste ano, mais do que os 40% que tinham essa expectativa um mês antes. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.