Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços ao consumidor em países da OCDE subiram 3,9%, maior nível desde 2001

Paris, 1 jul (EFE).- Os preços ao consumidor subiram a um nível anualizado de 3,9% em maio na zona da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), seu nível mais alto desde junho de 2001, informou hoje a instituição.

EFE |

Impulsionados pelo encarecimento do petróleo e dos alimentos, os preços em maio subiram 0,7% frente aos níveis de abril. No mês anterior, a alta havia sido de 0,5%, disse a OCDE.

Em abril passado, a taxa anualizada de inflação havia se situado em 3,5%, indicou a organização.

Caso se excluam os produtos energéticos e alimentícios, a alta anualizada dos preços ao consumidor foi de 2,1% em maio, frente a 2% em abril.

Os preços energéticos subiram 14,6% em nível anualizado em maio (+12,4% em abril) e os alimentícios 6,1% (frente a 5,7% em abril).

Na zona do euro, o índice dos preços de consumo harmonizado (IPCH) registrou uma alta anualizada de 3,7% (3,3% em abril), enquanto a variação mensal foi de 0,6% (0,3% no mês anterior).

Caso se excluam os produtos energéticos e alimentícios, a alta anualizada em maio na zona do euro foi de 1,7%, um décimo a mais do que em abril.

Nos Estados Unidos, os preços ao consumidor tiveram um aumento anualizado de 4,2% em maio, três décimos a mais do que em abril.

Nos demais países do G7 também se acelerou a inflação. No Japão, a alta foi de 1,3% (frente a 0,8% em abril), enquanto na Itália alcançou 3,6%; na França e no Reino Unido, 3,3%; na Alemanha, 3%, e no Canadá 2,2%. EFE al/gs

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG