Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços agrícolas no atacado sobem 1,63%, divulga FGV

Rio, 17 - Os preços dos produtos agrícolas no atacado subiram 1,63% na segunda prévia do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) deste mês, após apresentarem queda de 0,31% na segunda prévia do mesmo índice em janeiro. A informação foi divulgada hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Agência Estado |

De acordo com a FGV, os preços dos produtos industriais no atacado tiveram aumento de 0,06% na prévia anunciada hoje, em comparação com a queda de 1,37% na segunda prévia de janeiro.

No âmbito do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais apresentaram alta de 1,52% na segunda prévia de fevereiro, em comparação com a queda de 0,86% na segunda prévia de janeiro. Já os preços dos bens intermediários tiveram deflação de 0,67% na prévia divulgada hoje, após caírem 1,39% na segunda prévia de janeiro. Por fim, os preços das matérias-primas brutas registraram aumento de 1% na segunda prévia de fevereiro, em comparação com a queda de 0,90% na segunda prévia de janeiro.

Varejo

No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acumula elevação de 1,13% no ano e de 5,97% em 12 meses, até a segunda prévia do IGP-M de fevereiro, anunciada hoje pela FGV - sendo que o IPC representa 30% do total do IGP-M. Segundo a FGV, a desaceleração da taxa do IPC (de 0,59% na segunda prévia de janeiro para 0,38% na segunda prévia de fevereiro) foi influenciada principalmente por taxas de inflação mais fracas ou quedas de preços, em cinco das sete classes de despesa usadas para cálculo do índice.

É o caso de Alimentação (de 0,81% para 0,26%); Habitação (de 0,28% para 0,25%); Vestuário (de 0,38% para -0,58%); Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,50% para 0,49%); e Transportes (de 0,72% para 0,40%). As outras duas classes de despesa apresentaram desaceleração de preços, no mesmo período. É o caso de Educação, Leitura e Recreação (de 1,18% para 1,59%) e de Despesas Diversas (de 0,27% para 0,35%).

Na análise dos preços dos produtos no varejo, as altas de preços mais expressivas foram apuradas em tarifa de ônibus urbano (0,90%); manga (29,05%); e batata-inglesa (7,73%). Já as mais significativas quedas de preços foram registradas em mamão da Amazônia - papaia (-12,74%); tomate (-9,02%); e limão (-28,81%).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG