Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preços agrícolas no atacado em SP fecham julho com alta d 2,87

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços dos produtos agropecuários no atacado paulista fecharam julho com alta de 2,87 por cento, ampliando ganhos em relação ao mês anterior, informou o Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão do governo paulista. Na quadrissemana anterior, a alta do indicador havia sido de 3,55 por cento e, em julho, o índice subiu 2,42 por cento.

Reuters |

No fechamento do mês, os produtos de origem animal tiveram alta de 3,53 por cento e aqueles de origem vegetal subiram 2,61 por cento.

Os produtos do que registraram maiores altas em julho, em comparação com o mês anterior, foram: laranja para indústria (24,68 por cento), feijão (24,53 por cento), tomate para mesa (17,50 por cento), milho (8,26 por cento), carne suína (7,94 por cento) e carne de frango (6,50 por cento).

No caso da laranja para indústria, segundo o IEA, a valorização se deve à baixa oferta do produto, devido à seca na florada (segundo semestre de 2007), que prejudicou a produção das variedades precoce.

'Já para o tomate de mesa, a produção foi prejudicada pelo clima (baixas temperaturas e a falta de chuvas), o que reduziu sua oferta, elevando sua cotação.'

Entre os destaques de baixa está o trigo, com perdas de 5,45 por cento. 'Para o trigo, as reduções das cotações internacionais contribuíram para a queda nos preços do mercado interno'.

(Texto de Roberto Samora)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG