SÃO PAULO - A paridade do dólar frente a outras moedas e o processo de votação nos Estados Unidos para a escolha do próximo presidente do país são alguns elementos na pauta dos agentes nos mercados de petróleo. Persiste a preocupação com relação à demanda, especialmente com a chance de uma recessão nos Estados Unidos.

Existe a possibilidade de que o desaquecimento econômico geral possa afetar a procura por petróleo no próximo ano.

Os investidores têm ainda nova projeção do Credit Suisse para o preço do petróleo em 2009. O banco aguarda uma cotação ao redor de US$ 60 no próximo ano, menor do que a estimativa anterior, de US$ 75, para o mesmo intervalo.

Minutos atrás em Londres, o Brent era transacionado a US$ 64,59, com elevação de US$ 4,11. O vencimento de janeiro de 2009 estava a US$ 66,78, com acréscimo de US$ 4,26.

Em Nova York, o WTI para dezembro aumentava US$ 5,09, a US$ 69. O contrato do primeiro mês de 2009 subia US$ 5,03, cotado a US$ 69,62.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.