Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preço do petróleo recua ao menos US$ 1 em Londres e Nova York

SÃO PAULO - O mercado de petróleo repercute o conflito entre Rússia e Geórgia pela região separatista de Ossétia do Sul e a paridade do dólar frente a outras moedas.

Valor Online |

Existe um certo temor de que os confrontos entre russos e georgianos possam afetar a distribuição de petróleo. A Geórgia não produz o produto, mas o país é importante no trânsito das exportações de cru e gás.

Vale notar, contudo, que tanto a Geórgia como a Rússia fazem dinheiro com as fontes de petróleo e gás natural da Ásia Central. Por isso, segundo alguns analistas, não haveria interesse de destruir oleodutos.

Também está pesando nas operações a inquietação com relação à situação econômica dos Estados Unidos e o impacto na demanda por petróleo.

Em Nova York minutos atrás, o WTI para setembro diminuía US$ 1, a US$ 114,20. O vencimento de outubro declinava US$ 1,90, saindo a US$ 113,50.

Em Londres, o Brent para entrega em setembro era transacionado a US$ 111,68, com declínio de US$ 1,65. O contrato de outubro caía US$ 1,56, para US$ 113,06.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG