Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Preço do petróleo fecha em alta, pressionado por tensão em Gaza

SÃO PAULO - Os preços do petróleo fecharam o primeiro pregão da semana com alta no mercado internacional, ainda pressionados pela tensão entre Israel e os palestinos da Faixa de Gaza, que pode ter desdobramentos junto a países produtores de petróleo no Oriente Médio. O contrato de WTI negociado em Nova York para o mês de fevereiro fechou a US$ 48,81, com alta de US$ 2,47. O vencimento de março subiu US$ 2,48, para US$ 52,69.

Valor Online |

Em Londres, o barril de Brent para o próximo mês ganhou US$ 2,71, para US$ 49,62. O contrato para o mês de março encerrou valendo US$ 52,40, com valorização de US$ 2,60.

Também influenciou a cotação da commodity a possibilidade de rápida votação do pacote de estímulo da economia americana, estimado em US$ 1 trilhão, que vem sendo planejado pelo presidente eleito, Barack Obama, e que poderia reposicionar a demanda pelo produto.

Outro fato de peso para a valorização do cru é a possível redução dos estoques globais com o corte da produção que vem sendo implementado pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), além da disputa entre Rússia e Ucrânia pelo fornecimento de gás.

A avaliação é de que as reservas devem se reduzir e de que, caso haja necessidade, o cartel estaria preparado para mais uma reunião extraordinária a fim de cortar novamente a cota de produção
(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG